musica anos 50

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Cortiça ao Luar

LUAR DA NOITE DE POESIA
Luz incompleta do frio quente
afago de relento sedento
brisa marinha sem cheiro
nem cor
Moiro encantado de preguiça
Seus ais de lamentos eriça
Lá da torre minante da cavalariça
entalado com arolha de cortiça
Ah zarolho Camões que falta fazes
estes lusos de agora são rapazes
que se vergam disformes
em esgares soturnos...
"POESIA INCONTINENTE" - inédito- por N'gola Gome

Sem comentários:

Enviar um comentário